Nossa História

HISTÓRICO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM CANDELÁRIA/RS
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Em agosto de 1957 a saudosa irmã Lucia Carvalho da Silva, esposa do Pastor Osmar Juvenal da Silva, teve uma visão sobre a cidade de Candelária; viu uma casa lotada e uma multidão de pessoas do lado de fora com os braços erguidos para os céus.

No dia seguinte, contou a visão ao pastor e, movido pelo Espírito Santo e certo da chamada de Deus para evangelizar Candelária, reuniu no domingo seguinte, dia 11, um grupo de obreiros e se dirigiriam para a nossa cidade. Aqui chegando, tomaram café da manhã no restaurante do Hotel dos Viajantes. Logo após, procuraram uma vila para evangelizar, chegando até, onde hoje se localiza o bairro Ewaldo Prass, que na época era habitada por muitos índios e alguns poucos moradores fixos.
                                                                                                           
                                                                                               Pr. Osmar Juvenal da Silva

No dia seguinte, contou a visão ao pastor e, movido pelo Espírito Santo e certo da chamada de Deus para evangelizar Candelária, reuniu no domingo seguinte, dia 11, um grupo de obreiros e se dirigiriam para a nossa cidade. Aqui chegando, tomaram café da manhã no restaurante do Hotel dos Viajantes. Logo após, procuraram uma vila para evangelizar, chegando até, onde hoje se localiza o bairro Ewaldo Prass, que na época era habitada por muitos índios e alguns poucos moradores fixos, segundo o relato do próprio Pr. Osmar.
A primeira pessoa que aceitou Jesus como seu Salvador foi o irmão Felarmino do Carmo, que cedeu sua casa para realizar os primeiros cultos. Movido pelo Espírito Santo, construiu um salão e cedeu para realização dos cultos, sendo este o primeiro ponto de pregação em Candelária. Com um local fixo para cultos, muitas almas aceitaram a Cristo. Por meados do ano de 1966, José Armínio da Rosa, sentiu de abrir mais um local para cultos, então foi alugado uma casa próxima ao rio Pardo, no bairro Esmeralda. Este irmão foi o primeiro obreiro em tempo integral na obra no município. Depois de pouco mais de um ano, ele retornou para a cidade de Santa Cruz do Sul, que na época também pertencia ao campo eclesiástico de Cachoeira do Sul.
                               A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
                                                                   Lançamento da Pedra fundamental do primeiro templo

Na década de 70 o presbítero José Ramiro Machado fundou e atendeu os trabalhos na localidade de Costa do Rio, onde foram evangelizados vários irmãos que ajudarama fortalecer a obra do Senhor em Candelária. O segundo obreiro trabalhando em tempo integral para a obra na cidade foi o irmão Bento Figueiredo Vargas, que aqui chegou no ano de 1980, ficando até o ano de 1985. Durante o período que o irmão Bento atendia os trabalhos locais, a igreja sede em Cachoeira do Sul recebia um novo pastor presidente. No ano de 1984 assume o pastor Juvenal Caetano de Lima, substituindo o pastor Osmar Juvenal da Silva. Em 1985 o irmão Bento retorna para a igreja mãe, em Cachoeira do Sul, vindo outros obreiros para atender os trabalhos no período. Em 1990 assume como pastor presidente em Cachoeira do Sul Juvino Neves dos Santos. Em 30 de maio de 1991 a convenção estadual (CIEPADERGS) faz a emancipação do campo eclesiástico de Candelária, que inclui a cidade de Cerro Branco. Assume como primeiro pastor presidente Claudio da Silva e Silva, trabalhando até 5 de maio de 1993.
 
                                        
                                                                                          Pr. Cláudio Silva e Silva                                                           

Pr. Cláudio foi substituído pelo pastor Valmir Gonçalves.

                                               A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
                                                                                                Pr. Valmir Gonçalves

Pastor Valmir pastoreou a igreja em Candelária até o dia 10 de dezembro do ano de 2000, assumindo então o pastor Antonio Carvalho Erohin, o qual veio transferido da cidade de Sobradinho.
                                    A imagem pode conter: 2 pessoas, terno
                                                                 Pr. Antonio Erohin e Irmã Ana (Atuais líderes da AD Candelária)                                

No período em que o pastor Antonio está à frente desta igreja, foi inaugurado o templo matriz, o templo no bairro Ewaldo Prass, construído o salão social, a casa pastoral, o CEAD (Centro de Eventos da Assembleia de Deus), um templo no Rincão Taquarussu, um templo no Alto Passa Sete, um templo na Serra Velha e um templo no Bairro Marilene, além das reformas dos templos na cidade de Cerro Branco e na Costa do Rio.
                                          A imagem pode conter: noite e atividades ao ar livreA imagem pode conter: pessoas sentadas, mesa e área interna
                                                                             Fotos do atual templo matriz da AD Candelária
Venha nos visitar, será muito bem vindo! Nossa Localização