Home

Quem Somos

Descrição sobre a nossa igreja, explicando em que cremos, como nos comportamos.
Leia mais

Nossas reuniões

Nossas reuniões são os dias que temos cultos, eventos especiais, congressos e campanhas
Leia Mais

Escalas

Compromissos dos membros que tem cargo na igreja.
De Obreiros

Diretoria Atual 2018

São listados todos os responsáveis por os departamentos das nossas igrejas da Assembléia de Deus de Candelária
Leia Mais

Família reunida na igreja para testemunhar o milagre na vida de Renan e Giovana. (Foto: Arquivo Pessoal/Thayane Maia)

Mãe disse que foi “milagre” e família testemunhou na igreja sobre o livramento recebido

O Rio Tapajós, no Pará, foi o cenário de desespero para pessoas que testemunharam uma lancha desgovernada que estava com duas crianças a bordo. Elas saíram ilesas do incidente que aconteceu no primeiro dia do ano. Depois de aproximadamente uma hora, o barco foi parado por pescadores.

A mãe das crianças não estava no local e só ficou sabendo do ocorrido no dia seguinte. Ela atribui o livramento dos filhos a um milagre. “O tempo todo eu fiquei agradecida por eles estarem bem. Foi um presente de Deus, um verdadeiro milagre. Jesus não as deixou”, disse Thayane Maia de Albuquerque.

Crianças de fé

Os irmãos Renan e Giovana Maia, de 5 e 3 anos, estavam em um passeio e acabaram ficando sozinhos na embarcação após o tio, que pilotava a lancha, cair no rio. Apesar da situação em que se encontravam, as crianças não sentiram medo.

Giovana, que tem o apelido de Flor, disse que não sentiu medo e demonstrou muita fé. “Jesus estava comigo o tempo todo”, disse. Para consolar a vó, que chorava muito, a menina falou: “Vó, não precisa chorar. Eu não ia soltar, Jesus estava comigo”, contou Thayane.

Depois de o tio cair na água, o irmão de Giovana tentou desligar o motor da lancha e também foi jogado no rio. Sozinha na embarcação desgovernada por quase uma hora, Giovana se agarrou a um dos assentos e permaneceu quieta até ser socorrida.

O casal de tios que estava com as crianças na embarcação recebeu conforto de Renan: “Espero que Jesus abençoe vocês. Tia Thayse e tio Diego, não precisa mais chorar, está tudo bem”. A pequena Giovana agradeceu o milagre que já reconhece que viveu: “Jesus, obrigado por me salvar. Tudo que aconteceu foi só um arranhãozinho”.

Todos salvos

De acordo com o G1, o incidente aconteceu por volta das 18h30 e Giovana ficou dentro da embarcação por cerca de 50 minutos até ser resgatada por pescadores e outras pessoas que passavam pelo local em outros barcos. Todos que estavam na lancha usavam coletes salva-vidas.

As vítimas, que foram logo resgatadas, foram o piloto e Renan, de 5 anos. O adulto que ia na boia, logo após a lancha perder o controle, nadou cerca de 400 metros para a margem da praia.

O tio das crianças conta que orava e pedia para que os sobrinhos saíssem bem da lancha. “Naquele momento a fé dele foi tão grande que ajudou a salvar meu filhos”, enfatizou Thayane.

Os pequenos sofreram apenas hematomas nos braços, mas não apresentaram nenhum trauma com o acidente. Na quinta-feira (3) a família foi à igreja dar testemunho do “milagre”.



Fonte: Guia-me

Venha nos visitar, será muito bem vindo! Nossa Localização