Home

Quem Somos

Descrição sobre a nossa igreja, explicando em que cremos, como nos comportamos.
Leia mais

Nossas reuniões

Nossas reuniões são os dias que temos cultos, eventos especiais, congressos e campanhas
Leia Mais

Escalas

Compromissos dos membros que tem cargo na igreja.
De Obreiros

Diretoria Atual 2018

São listados todos os responsáveis por os departamentos das nossas igrejas da Assembléia de Deus de Candelária
Leia Mais


Na mesma ocasião falou sobre casamento sobre pessoas do mesmo sexo: “Algumas outras pautas, como casamento de pessoas do mesmo sexo, o partido já se posicionou a favor”.

Logo no início da campanha presidencial, a candidatura à Presidência de João Amoêdo, pelo Partido Novo,  tentava passar uma imagem de ser “de direita”, segmento político historicamente conservador. Contudo, suas últimas declarações deixam claro que ele está bastante distante disso.

Defensor do liberalismo econômico, o candidato participou de uma sabatina na rádio CBN e portal G1, onde defendeu a privatização de bancos público e da Petrobras.  Executivo de um dos maiores bancos do país, Amoêdo  falou sobre o modelo proposto por seu partido. “Gostaríamos de direcionar toda a nossa capacidade de atuação para as áreas essenciais, que é o que a população demanda: saúde, educação, segurança, e não gestão de empresa, gestão de posto de gasolina, gestão de exploração de petróleo”, afirmou.

Questionado sobre a mudança no estatuto do desarmamento, o candidato respondeu que “o cidadão deve ter o direito à legítima defesa” e disse que a legislação do país sobre isso é “muito rígida”. Contudo, na porção final da entrevista, quando falou sobre temas morais, mostrou-se favorável a pautas que o distanciam do eleitorado conservador.

Entre outas coisas, afirmou ser “a favor da adoção de crianças por casais homossexuais”, apoiando também a “taxação de igrejas”.  Curiosamente, ele vem dizendo ser contrário a criação de novos impostos, mas isso não parece se aplicar às instituições religiosas.

Quando foi entrevistado pelo HuffPost Brasil, no final do ano passado, Amoêdo já havia dado mostras de posicionamento nada conservador. Ao falar sobre o aborto, afirmou: “essa questão fosse levada para os estados, para que cada um pudesse ter a sua pauta e se aquilo for algo muito relevante para uma pessoa, que ela esteja incomodada, que ela tenha a opção de mudar de estado e você não obrigaria toda uma população ou determinada minoria a seguir a determinação da maioria”.

Na mesma ocasião falou sobre casamento sobre pessoas do mesmo sexo: “Algumas outras pautas, como casamento de pessoas do mesmo sexo, o partido já se posicionou a favor”.



Fonte: Gospel Prime

Venha nos visitar, será muito bem vindo! Nossa Localização